Segurança de Uso do Álcool 70% residencial: dicas e prevenções

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram

Sumário

Álcool 70

Álcool 70%: como funcionava a comercialização antes do COVID-19

A venda direta ao consumidor de Álcool 70% em sua forma líquida, era proibida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) desde 2012.

Essa proibição ocorria pelo fato de que houvesse alguma possibilidade de acidentes, que vão desde incêndios, queimaduras e intoxicações.

Porém nas últimas semanas a Anvisa liberou uma comercialização direta do chamado Álcool 70% em sua forma líquida.

Só conseguiríamos encontra-lo em forma de gel e em farmácias. Todavia com essa questão do novo coronavírus que está cada vez mais nus importunando, foi devidamente liberado pela Anvisa a utilização do álcool em líquido.

Inclusive não só sendo vendidos em farmácias, como também podem ser encontrados em supermercados e com frações de tamanhos maiores.

Preocupações de profissionais sobre o Álcool 70%

Como anteriormente havia apenas uma comercialização de Álcool 70% em forma de gel, os especialistas não possuíam uma preocupação agravante, mas como a partir de agora nós podemos possuí-lo em uma forma líquida dentro de nossa residência, é gerado assim, uma imensa preocupação.

Os profissionais que trabalham na parte de emergência, se preocupam com o álcool em uma forma líquida, pelo motivo deste ser menos concentrado, e provocando a possibilidade gradativa de gerar mais acidentes.

Dicas de Segurança relacionado ao uso do Álcool 70%

Com a devida liberação da Anvisa, já que a formulação em gel está difícil para ser encontrada atualmente em consequência da pandemia que está se alastrando e por mérito as preocupações dos especialistas, é tida a liberdade de proferir sobre alguns cuidados de segurança que precisam ser feitos primordialmente no uso doméstico. Citaremos alguns deles abaixo.

1 – O uso do Álcool 70% 

Então a primeira dica de segurança que deve ser estabelecida em relação ao uso do álcool na sua forma líquida, é mantê-lo em sua embalagem original, evitando fracionamentos e manipulações. 

É normal vermos sempre as pessoas comprando em maiores quantidades e fazendo fracionamentos. Tais fracionamentos possuem uma possibilidade de causar acidentes, justamente pelo derramamento do produto, por esse motivo, é sempre bom procurar manter o produto na sua embalagem original e evitar fracionamentos. 

2 – Armazenamento

A segunda dica é, mantê-lo em locais arejados, longe de fontes de ignição como fogões, fornos equipamentos elétricos e da luz do sol. 

É muito importante manter tal produto distante de fontes de calor, como tais citados anteriormente que provocam um calor excessivo.

Como também pessoa que possuem o hábito de fumar, elas podem inclusive, com o cigarro, com as cinzas deste, gerar a possibilidade de calor e logicamente incendiar a substância, provocando incêndios e posteriormente queimaduras.

Por fim, mantenha o produto em um local arejado e longe de fontes de calor.

3 – Evite contato em excesso com a pele

A terceira dica é, evitar derramar sobre a pele de uma forma abundante de modo a não sofrer queimaduras. Assim para a higienização das mãos preferir água e sabão. 

Então sempre estamos vendo as pessoas utilizando tanto álcool em gel como álcool em líquido para a higienização das mãos, por o motivo de provocar acidentes, os diversos órgãos das áreas de saúde, recomendam água e sabão  para a higienização destas, colocando em pauta que é a maneira para prestar uma higiene mais correta. 

Cito um caso que aconteceu em Pernambuco, de uma pessoa que faleceu por meio do descuido ou falta de informação sobre a higienização devida. 

Esta, higienizou os braços com álcool, e logo após acendeu um cigarro, em função disto, ela veio justamente a queimar os membros, e falecer com a devida decorrência de queimaduras. Para que não aconteça acidentes, é muito importante essa dica, o uso de água e sabão para higienizar as mãos. 

4 – Mantenha longe de crianças

A quarta dica é, mantenha o produto longe das crianças, e caso necessário identifique melhor a embalagem para que não seja confundida com água ou refrigerante.

Como sabemos, as crianças são bastante curiosas, então uma embalagem parecida com uma de água ou refrigerante, pode ser confundida por elas, e podem justamente fazer ingestão do álcool, como também, derramá-lo sobre sua casa, sobre pisos e sobre móveis, causando assim, a provocação de incêndio. 

Então é muito importante mantê-lo longe do alcance das crianças, e sempre muito bem sinalizado. 

5 – Não use para acender lareiras e churrasqueiras 

A quinta dica é, não use o álcool para acender lareira, churrasqueiras, ou ainda cozinhar.

Este produto não foi feito para isso, ele é um produto desinfetante de superfícies, e jamais pode ser usado em cozinha. Para fazer acender uma churrasqueira, uma lareira, o ideal é utilizar o álcool doméstico, pois o mesmo possui uma graduação, ou seja, uma porcentagem menor, e é extremamente mais seguro para fazer essas operações. 

6 – O que fazer ao presenciar um incêndio com Álcool 70%?

Caso você presencie um incêndio com álcool 70, ou qualquer outro tipo de inflamável dentro de sua residência, jamais jogue água.

A água tem o poder de provocar o espalhamento deste produto, então como uma grande parte das substâncias inflamáveis e combustíveis, queimam somente sua superfície, quando é depositado álcool, é previsto o espalhamento de substâncias. 

Então qual é o ideal a se fazer? É abafar o fogo. É recomendado você pegar uma toalha, um lençol, algum tecido molhado e cobrir o local onde está tendo o incêndio. Justamente para que não haja uma agravação ao jogar água.

É importante também salientar que se estiver nas proximidades um extintor de pó químico, ou de C02, tais também, podem ser utilizados para combater incêndios com esse tipo de produto. 

7 – O que fazer quando acontece uma queimadura com Álcool 70%?

Geralmente as queimaduras agravadas com esses tipos de produtos, são ocorridas nas mãos, por conseguinte, é muito importante que inicialmente retire anéis, relógios, pulseiras, enfim, adornos pessoais que tais pessoas estejam utilizando. 

Após executar a retirada de todos estes, colocar o membro da vítima sobre a água corrente, até ter o resfriamento e a limpeza do ferimento, após retirar, secar em torno do ferimento com um pano totalmente limpo, é muito importante também, evitar colocar produtos como: pomadas. 

Pois não é recomendado colocar medicamentos sobre as queimaduras sem possuir acompanhamento médico, assim como também, não estourar as bolhas que porventura irão surgir. 

Após os primeiros cuidados, é preciso ser direcionado urgentemente para uma emergência, uma emergência médica, onde a vítima possa ser reavaliada e justamente tomar os devidos cuidados em relação às queimaduras que ela tenha sofrido. 

Paulo Renato
Paulo Renato

Paulo Renato Soares, criador do canal Bombeiros Industriais, é Engenheiro Mecânico Industrial (UPE) e de Segurança do Trabalho (Uninassau). Mestre em Engenharia de Produção (UFPE), atua como Téc. em Segurança do Trabalho na Gerência de SMS da Refinaria Abreu e Lima (PETROBRAS) na área de Preparação e Respostas a Emergências. Pesquisador na áreas de Segurança Industrial, com ênfase em Prevenção e Controle de Emergências Industriais, Gerenciamento de Riscos Tecnológicos e Realidade Virtual voltada para Segurança de Processo.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

Fale com um especialista

Converse com um especialista agora pelo WhatsApp

Obtenhas respostas imediatamente.
Clique aqui
CASES DE SUCESSO
Conheça alguns dos clientes que estão protegidos contra incêndio
VALE S.A.
SOTREQ
KOMATSU
ELETROBRAS
WEG
E MUITAS OUTRAS
FAÇA SEU PROJETO COM A ELFIRE
A Elfire hoje tem simplificado tudo no gerenciamento de proteção de incêndios, um processo muitas vezes confuso e burocrático para as empresas em todo o Brasil.
Fale com um agora!