Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Sumário
proteção passiva

A Proteção Passiva

Conforme exigência da NBR 13.231/2015, às aberturas para passagem de cabos em pisos, paredes e tetos de compartimentação devem ser seladas de forma a promover a vedação total corta-fogo, visando evitar a transferência de gases, calor e chamas de um ambiente para outro.

O sistema empregado deve apresentar resistência ao fogo igual ou maior ao meio onde for instalado, porém nunca menor que 2 horas, comprovado através de ensaios para caracterização de resistência ao fogo segundo procedimentos da ABNT NBR 6479 ou ASTM E814. O sistema empregado também deve ser compatível com o meio onde for instalado, ser moldável a frio e de fácil remoção, isolante térmico e dielétrico, e não deteriorar quando em contato com material isolante dos cabos elétricos.

Este sistema, quando utilizado na vedação das aberturas para passagem de cabos pelo piso para os painéis elétricos, proporciona adicionalmente à vedação contra fogo e fumaça, estanqueidade à poeira e imunidade à ação de roedores.

Quando aplicada nos cabos de alimentação/saída de painéis e/ou transformadores/geradores elétricos, protege esse equipamento de riscos externos de incêndio, ou limita o sinistro ao próprio painel/transformador, não havendo propagação de fogo pelo próprio leito e/ou feixe de cabos.

De acordo com as normas internacionais de segurança contra incêndio e exigências das seguradoras internacionais como FM Global, salas elétricas com grande concentração de cabos elétricos e localização de difícil acesso para o combate ao incêndio, como porões/salas de cabos ou ambientes abaixo de piso elevado, necessitam de sistema de proteção contra incêndio como nebulização de água, pressurização de gás inerte ou tratamento dos cabos com tinta retardante de chama testada e aprovada em laboratórios certificados internacionalmente.

CARACTERÍSTICAS DOS MATERIAIS/SISTEMAS

Os materiais componentes do sistema de proteção passiva contra incêndio devem atender aos seguintes critérios técnicos com a devida comprovação:

  • Resistência à temperatura de 1200 ºC por no mínimo de 2 horas sem alterar suas propriedades;
  • Não produzir fumaça nem odor durante a exposição ao fogo, conforme certificado UL
  • Não possui resina em sua composição;
  • Óleo e água não alteram suas propriedades;
  • Baixa condutibilidade térmica;
  • Isolante térmico e dielétrico;
  • Não contém amianto;

Compartimentação é contenção de chamas, fumaças e gases tóxicos, impedindo que se propaguem para áreas vizinhas ou outros andares.

Para que a compartimentação seja eficaz, basta que as aberturas em paredes e pisos, por exemplo, passagem de tubulações, cabos ou bandejamentos, estejam seladas contra escape do fogo ou da fumaça. A compartimentação perde a sua função em presença de qualquer fenda ou abertura desprotegida.

Uma selagem corta fogo pode prevenir que o incêndio se espalhe, por um período de até 4 horas, dando tempo suficiente para que uma rota de fuga seja mantida segura para evacuação do prédio e trabalho dos bombeiros.

Enquanto isso, os sistemas ativos de proteção (sprinklers, extintores, etc) entram em ação quando o incêndio é detectado ou encontrado.

NORMAS:

As principais normas que regularizam os sistemas de compartimentação são:

  • NBR13859 – Proteção contra incêndio em subestações elétricas de distribuição (1997);
  • NBR 13231 – Proteção contra incêndio em subestações elétricas convencionais atendidas e não atendidas, de sistemas de transmissão;
  • NR 10 Norma regulamentadora do Trabalho com eletricidade;
  • NR 5410 – Instalações elétricas de baixa tensão;

Os sistemas corta fogo previstos para as grandes aberturas, devem ter sido testados através de ensaios que simulem uma situação de incêndio em grandes aberturas (acima de 300x900mm). Os ensaios realizados em aberturas pequenas (abaixo de 300x900mm), não devem ser considerados válidos para as grandes aberturas. Isso por que, o teste, dentre outros itens, analisa a integridade do sistema, isto é, observa por quanto tempo ele se mantém íntegro sem entrar em colapso.

MANUTENÇÃO

Se houver necessidade de manutenção, por motivo de passagens de cabos, ou reparar algum dano na selo corta fogo, a mesma deverá ser reconstituída pelo mesmo produto ou com produtos compatíveis.

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
FALE COM UM ESPECIALISTA AGORA
CASES DE SUCESSO
Conheça alguns dos clientes que estão protegidos contra incêndio
VALE S.A.
SOTREQ
KOMATSU
ELETROBRAS
WEG
E MUITAS OUTRAS
FAÇA SEU PROJETO COM A ELFIRE
A Elfire hoje tem simplificado tudo no gerenciamento de proteção de incêndios, um processo muitas vezes confuso e burocrático para as empresas em todo o Brasil.
Fale com um especialista agora!